Mais notíciasNotícias

«A terrível invasão da Ucrânia pela Federação Russa é um ato de guerra inaceitável em pleno século 21», disse o Primeiro-Ministro, António Costa, na conferência internacional de doadores para a Ucrânia, organizada pela Polónia e Suécia, em parceria com a União Europeia.

 «As consequências desta agressão vão muito além do território ucraniano, com milhões de refugiados a procurar asilo no nosso continente. Portugal não é exceção, o que nos orgulha. Apesar de ser o País mais ocidental da Europa e o mais distante da Ucrânia, já acolhemos 35 mil refugiados. A eles, reafirmamos o nosso empenho em garantir a sua segurança e bem-estar», afirmou António Costa.

 O Primeiro- Ministro disse que Portugal está disponível para dar um contributo financeiro de um milhão de euros à resposta humanitária das Nações Unidas, mais 1,1 milhões de euros em assistência humanitária à Ucrânia, num pacote total de 2,1 milhões de euros. 

 «Portugal apoia a Ucrânia e desejo o maior sucesso para esta iniciativa», afirmou. 

 A conferência dará início a um conjunto de eventos de apoio à Ucrânia com o objetivo de mobilizar ajuda internacional imediata através da angariação de fundos para satisfazer as crescentes necessidades humanitárias da Ucrânia.

 Convocada ao nível de chefes de Estado e de Governo, a reunião contou ainda com a participação de representantes de empresas e instituições financeiras globais.

Fonte: XXIII Governo

Consentimento Necessário

Este conteúdo incorporado de plataforma de terceiros foi desativado por não ter o seu consentimento.

Pode rever o seu consentimento para a categoria "Conteúdo de Terceiros" ou, em alternativa, carregar no endereço https://www.youtube-nocookie.com/embed/DkVKPayGJd8 para visualizar o vídeo diretamente na respetiva plataforma.

A quarta língua mais usada no mundo é falada atualmente por mais de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes, prevendo as estimativas das Nações Unidas que o português, em menos de 30 anos, possa alcançar cerca de 400 milhões de falantes.

Considerando este contexto, o facto de ser já a língua mais falada no hemisfério sul, de ser a língua oficial dos nove países membros da CPLP e em Macau ou de, por exemplo, ser a quinta língua com maior número de utilizadores na internet, faz com que o Dia Mundial da Língua Portuguesa seja celebrado, a 5 de maio, pelos quatro cantos do mundo - após decisão, em novembro de 2019, da 40.ª Assembleia-Geral da UNESCO.

Este Dia é, assim, uma oportunidade para inscrever a língua portuguesa nas diversas agendas globais, sejam elas culturais, académicas, diplomáticas ou até económicas, afirmando-se a sua importância estratégica.  

A existência deste Dia “traduz bem o reconhecimento internacional do seu grande valor e potencial, assumindo-se como um dos maiores ativos estratégicos dos países que a partilham”, sublinha o Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, na mensagem a partilhar neste Dia.

 

Consentimento Necessário

Este conteúdo incorporado de plataforma de terceiros foi desativado por não ter o seu consentimento.

Pode rever o seu consentimento para a categoria "Conteúdo de Terceiros" ou, em alternativa, carregar no endereço https://www.youtube-nocookie.com/embed/K53WYOeqvus para visualizar o vídeo diretamente na respetiva plataforma.

Contactos

866 Second Avenue, 9th Floor
New York - NY 10017

+1212 7599444/45/46
portugal@un.int
Twitter 

Mais informação

Secretário-Geral da ONU

António Guterres

António Guterres

 

Ocean conference PT

Ligações úteis

Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

Logotipo Carreiras Internacionais

Logotipo Turismo de Portugal

Logotipo AICEP - Portugal Global

Logotipo Portugal Economy Probe

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Instituto Diplomático

logo cndh

Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental

 

Nações Unidas

UN Logo